Serviço Público

| 4 Comentários

A melhor coisa do serviço público é o cafézinho. Sempre de excelente qualidade, sempre fervendo. Quando o cafezinho começa a ficar ruim, é sinal de que algo vai muito mal no serviço público… eheheh

Aliás, falando no assunto, nunca parei pra checar se é lenda ou não, mas, como foi dito por um professor de Direito Constitucional, deve ser verdade: na Constituição do Estado da Bahia estaria previsto que as repartições públicas do Estado serviriam chocolate… Claro, coisa de políticos da região cacaueira do Estado. O chocante é que virou letra morta – nunca fui em órgão público para tomar chocolate. Em compensação, o cafezinho sempre esteve aí… E o engraçado é que não sei com que cara de pau colocariam isso na Constituição – primeiro, pelo ridículo de se colocar qual bebida se serve em uma Constituição, e, em segundo lugar, porque o Estado da Bahia também tem uma região que produz café – exatamente a região de Conquista City. Ou seja: pra que privilegiar uma região em detrimento de outra?

Enfim, acho que são por coisas como essas que o Nordeste ainda está tão atrasado – picuinhas… Eliminássemos as picuinhas da ordem do dia, para discutir coisa séria, e talvez nossas vidas seriam mais produtivas (e talvez menos cômicas…)

Update: Chequei a Constituição do Estado da Bahia: tem mesmo a bagaça!!!!

Art. 42 – O Estado promoverá e estimulará a inclusão do chocolate na merenda escolar, nas creches, na alimentação da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro Militar, dos presídios e reformatórios, em todas as repartições públicas e autárquicas e em todos os programas sociais do Estado.

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

4 Comments

  1. E o Estado um dia vai-te surpreender uma vez mais com uma adenda à Constituição, indicando o Cadbury como o chocolate oficial! 😉

  2. Nada, o mais provável agora é que a emenda à Constituição mande que se sirva da cachaça de Abaíra, sabe como é, incentivar a produção artesanal e coisa e tal…

    Mas meu maior medo é a coisa partir pra outros lados. Já pensou se agora obrigam a gente a escutar Axé no local de trabalho????? Valei-me…

  3. Tenho 3 exemplares de cachaça no meu armário… 51 (que trazia junto um inacreditável saquinho de “capirinha em pó” (vê se pode!), uma de “Velho Barroso” (não estou 100% certo do nome) e outra de que diz simplesmente Cachaça de Minas… Alguma destas marcas te diz alguma coisa? Devo começar por qual?

  4. Ahh, Velho Barreiro… eheheheh

    Bom, como um principiante, eu diria que tanto Velho Barreiro quanto 51 são boas para fazer caipirinha. Já a cachaça de Minas, se for da região de Salinas, e se for de boa procedência, deve ser apreciada pura – não “gaste” ela fazendo caipirinha…. eheheheh

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: