Eu tenho um sonho…

| 6 Comentários

Eu tenho um sonho…

Eu sonho que um dia empresas como a Oi irão ter um ataque de vergonha na cara. Irão, ao invés de ficarem batendo no peito e arrotando o fato de serem empresas nacionais (faz-me rir), propagandearem que seus serviços são de qualidade com pelo menos alguma razão. De que ofereceriam o melhor para o consumidor, não somente por exigência do mercado, mas porque o verdadeiro orgulho da empresa seria a excelência dos seus serviços.

Mas sonho principalmente com o dia em que venham a ofertar velocidades decentes de banda larga em Vitória da Conquista (e no resto de sua área de concessão), não porque há competidores, mas sim porque seriam uma empresa séria, com vergonha na cara. Vergonha que hoje não lhe falta, já que continua sendo essa porcaria de empresa a oferecer velocidade que mal dá para ver video no YouTube.

Embora eu seja 100% contra a pena do apedrejamento, acho que, ao invés de trazer os portugueses para a Oi (o que, de repente, poderá trazer a tal vergonha na cara que falta à empresa), Lula deveria mandar a empresa operar no Irã. Ou penalizá-la com chibatadas. Ou, a solução clássica: enrabamento dos executivos da empresa por eqüinos de grande porte, como já sugerido.

E o dia está apenas começando… 😀

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

6 Comments

  1. Concordo em gênero, número e grau Francinho: a Oi é uma vergonha nacional. Apenas uma ressalva ou lembrança sobre a impossibilidade de Lula puni-la com chibatadas ou apedrejamento: seu filho, lulinha, foi agraciado com contrato de R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais) pela concessionária; isso antes do Governo Federal posteriormente fechar outro contrato no valor de R$ 2.000.000.000,00 (dois bilhões). Portanto…
    PS – quanto à solução clássica, sem comentários, aff! que coisa tosca!

  2. Gutão,

    Não se discute a fineza da solução, ou sua elegância, mas sim sua eficácia… heheheheh

  3. Caro Frannnnnnnnnnnnnnnn!!!

    Gostaria que você também sonhasse com o fim das filas intermináveis no Bom Preço. Peço-lhe que este sonho tenha a mesma finalização do outro já postado, com direito a “enrabadas” por equinos de grande porte nos diretores e gerentes de lá (poupe as mulheres). Seria possível? Durma muito!

    Abraço do amigo,

    SSSS. Mendes

  4. Após minha má experiência judiciária, meu problema com a Tim eu levei para a Anatel; não compensa no meu dia tão curto de horas eu ir para uma fila de juizado, pegar senha para dar queixa dali a não sei quanto tempo; voltar nessa data para dar a queixa; voltar de novo para audiência e, não havendo acordo (propostas ridículas), voltar a nova audiência e ainda ouvir do douto magistrado que “a indenização naquele juizado não passa de 1500 reais” e que “a senhora deveria ter evitado o processo”.
    No dia em que o Judiciário parar de entender as ações contras os fornecedores/prestadores como “indústria do dano moral”, abolir as tabelas de indenização e fixar valores que realmente punam os maus, aí sim, a coisa vai mudar. Hoje em dia, com esse entendimento tacanho vigente, sai muito mais barato para eles pagar as indenizações irrisórias aos poucos que perdem seu tempo em dar queixa, ir às audiências etc, do que implantar sistema que atenda bem ao consumidor. E é por isso que eles continuam a reincidir.
    Agora você durma com um barulho desses e diga que gostou da festa…

  5. S. Mennnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnndesssssss

    Concordo, e digo mais: pro Bompreço, só um haras… 😀

  6. Suzanita,

    Eu digo isso sempre: se com indenizações de R$1.500,00 o juizado continua entupido de ações, por que será? heim? heim?

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: