A prostituição chinesa

| 1 Comentário

Esse artigo me animou.

A Google finalmente fez a coisa certa: informou que não vai mais aplicar práticas de censura em seu site, conforme exigências feitas pelo governo chinês.

Está na hora de parar de tratar a China como uma prostituta: pagamos com a nossa fingida indiferença o preço da condescendência em troca do acesso ao mercado e às facilidades chinesas. Com esse nosso comportamento hipócrita, alimentamos um sistema baseado em opressão das liberdades individuais, trabalho indigno e sob condições desumanas e preços subsidiados. E fazemos tudo isso ou para que nossas empresas ganhem dinheiro ou para que possamos ter nossos brinquedinhos hi-tech a preços módicos.

Espero que outras empresas comecem a frear esse círculo de prostituição, e que a China comece a ser isolada. Ou o jogo fica justo, ou vamos parar de jogar.

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

One Comment

  1. Liberdade… Liberdade… Esta é a palavra mais linda que existe. Acho que as empresas deveriam seguir o exemplo da Google. Quem precisa da China além dos próprios chineses? Com certeza, eles próprios gostariam de serem livres para se manifestarem. A pior prisão é a censura. Concordo com o autor. O mundo é hipócrita e estamos alimentando um sistema que sustenta-se pela opressão. Parabéns Google!!!

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: